MODA AGORA Senso de Estilo

VESTIDA PRA CASAR  O Vestido de Noiva – A Missão  

Se você decidir se engatar e,consequentemente, se  engajar de corpo, alma e sonho… esse pode ser um daqueles dramáticos episódios: Expectativa X Realidade. Com direito a suspense e final feliz.

São muitas as missões para uma Noiva, mas se tem uma delas que tira o sono de todas nós,  é encontrar o vestido certo. Sempre fui mais preocupada com detalhes de ambientação e decoração. Lembro, desde muito cedo,  de guardar imagens de casamento, -nunca da noiva, sempre das mesas, flores, cerimônia. Mas,  não existe como não se contagiar pela curiosidade humana: só depois de colocar a aliança na mão direita é que a gente percebe o quanto o vestido da noiva é aguardado por todos! E aí a missão vai ficando  mais séria.

Tenho certeza que cada noiva é bem diferente uma da outra nessa questão, tem quem pire em mandar fazer, tem quem queira comprar pronto sem riscos. Tem quem ame renda, tem quem seja louca por bordados… românticas, clássicas, modernas, quantos rótulos e desejos! A minha dica aqui é, seja você, vista aquilo, como diz minha irmã, que não traia a sua alma!

Acredite, você vai se sentir melhor na sua própria pele.

Outra dica válida: pense bem no local da festa e o estilo de decoração que você vai ter.  Claro que o vestido não tem que ornar com a toalha da mesa, mas é muito bacana tudo fazer parte de um mesmo conceito. Astral, emocional e cenograficamente.

Dito isso.  compartilho com vocês,  a minha saga e descobertas, desse universo  paralelo, do qual sobrevivi mesmo sendo uma impassível control fera.

NADA SUPERA O INSONDÁVEL TERRENO DA IDEALIZAÇÃO

Claro, claro que eu tinha um vestido em mente… aquela imagem que se sobrepõe soberana sem que a gente entenda o porque. Paixão a primeira vista e a certeza que era ele. Mas era uma foto anônima, em Roma, sem tag de influencer ou marca. Procurei  à exaustão por ela, e não encontrei. Pensei em mandar fazer, conversei com muitos experts do metier em SP, mas na minha opinião uma cópia nunca fica igual, sempre pior ou até mesmo melhor, mas nunca igual, e como eu queria igual, deixava cada atelier antevendo a frustração.

Ainda perdida no que fazer estive na Wanda Borges, mas não tem o que se ver.. talvez uma amostra de tecido, algo que já foi feito, mas tudo era pouco palpável pra mim. Mesmo assim gostei da Wanda, me pareceu entender muito, me deu segurança e se eu optasse por fazer um vestido, faria com ela.

REALIDADE

Decidida em não mandar fazer, segui outro conselho da minha irmã: provar vestidos de noiva prontos, só assim a gente percebe  o que realmente quer ou não. Exemplo:

meu vestido desejo era esvoaçante, transparente, de alças.. mas quando provei vestidos assim, não me sentia noiva, me sentia pronta para uma festa, e se tinha uma coisa que eu queria me sentir nesse dia, era uma Noiva. Mesmo assim, duas outras certezas não se alteraram: foi que iria usar a tiara que minha mãe casou com meu pai, e depois que minha irmã casou . Todas usadas de formas diferentes e ainda assim lindas. E que meu vestido não seria de renda, uma questão de gosto bem pessoal. Logo a tarefa quase impossível nas lojas de noivas brasileiras, todos, praticamente todos mesmo, são de renda!

Fora tudo isso, havia ainda os astronômicos valores brasileiros, um vestido da Wanda Borges por exemplo, começa em 25mil reais, mínimo. Já um vestido de alta costura como um Vera Wang que veste feito uma luva começa em 4mil dólares! Sim, é preciso ter em vista que você fará 1 a 2 viagens e que uma viagem sai mais cara que aquele primeiro valor de mandar fazer! Mas você também já resolve muitas outras questões. E eu, com uma mãe apaixonada por viagem e empolgadíssima por moda, não poderia ter tido destino mais acertado e prático do que NY.

TEMPORADA DE NOIVAS

QUANDO Encontrar

O VESTIDO DE NOIVA

EM NY

Primeiro passo, uma pesquisa de marcas que me interessavam e ateliers que trabalhavam com elas. Além de uma pesquisa de quando chegavam os lançamentos e quanto tempo antes era o tempo suficiente para ficar pronto!

Mas isso eu entrego de mão beijada pra vocês:

Marque a viagem com pelo menos 6 meses de antecedência do casamento. E de preferência no final de Setembro e mês de Outubro (pois as novidades chegam no mês de Setembro), ou Fevereiro no primeiro semestre. O meu eleito, por exemplo, havia chego dias antes, direto da coleção nova da Carolina Herrera.

Saiba também que é preciso marcar hora, e com uma certa antecedência. Eu  fiz um mês antes, mas alguns salões já estavam complicados de horário. É possível agendar alguns ateliers pela internet, outros é preciso ligar, mas isso você encontra nos sites respectivos.

Vamos aos detalhes práticos:

  • Nós ficamos uma semana, marcamos 6 ateliers, 2 por dia, todos nos primeiros dias da viagem. A maioria deles, fica próxima  a 5Ave, por isso nos hospedamos por perto, no The One Hotel, assim fizemos boa parte andando e conseguimos fazer mais coisas ao mesmo tempo.
  • Sobre a decisão de ir pra NY, já soube de amigas que foram e não encontraram nada. No meu caso, tirando 2 ateliers, sempre me encantei por alguma coisa, e olha que sou difícil, rs. Talvez tenha sido a época das novidades, ou minha pesquisa prévia de acordo com o que já gostava, ou ainda o meu estilo, mais clássico. A verdade que foi quase difícil escolher um só!!!
  • Consultoras  brasileiras que moram em NY e que acessoram noivas brasileiras? Elas marcam e acompanham nos ateliers de acordo o seu orçamento, estilo, preferências e cobram uma comissão pra isso. Na minha opinião, super válido se você não consegue se comunicar em inglês, caso contrário extremante desnecessário. Mas uma que indicaria nesse caso é a @helpbridenyc, que além de ser Wedding Fashion Styling, também atua como Wedding and Party Planning, caso você queira transferir a festa toda pra lá.
  • Por falar nisso, não se sentir tão fluente no inglês a ponto de falar sobre suas preferências, combinar ajustes, entrega, etc, pode assustar a princípio. Mas se você consegue se comunicar numa viagem, ainda que não em um inglês perfeito, vá sem medo! As consultoras são uns amores em geral, e com calma tudo se ajeita, lembre-se que é bem comum pra elas todo o processo, não fui a primeira brasileira a comprar vestido por lá, elas são experts globais.
  • Vale ressaltar é que você não vai sair com o vestido em mãos, os salões são como showrooms,ok? Você  prova, escolhe, tira a numeração e vem um novo pra você mais ou menos 3 meses depois. Sim,eles podem enviar para o Brasil, mas quem confia no nosso sistema de correios quando se fala em prazo de entrega, não é mesmo? Eles também podem enviar para outro lugar nos Estados Unidos, digamos, Miami, para não ter que ir duas vezes a NY, mas quando isso é um problema? E quando o vestido chega, ainda é preciso fazer ajustes, mas isso eu conto mais pra frente.

A SAGA

#Fica a Dica: Tente escolher sempre um vestido de cada atelier, tire as medidas para a numeração, peça pelo valor, tire a foto e pegue o contato. Mais tarde você terá todos para escolher (e lembrar), ai é só ligar para o escolhido e combinar o primeiro pagamento, geralmente metade no pedido e a outra metade na retirada.

L’FAY BRIDAL (1* Atelier)

Já começo dizendo que não foi uma primeira boa impressão, o Atelier é bem feio, no 6 andar de um prédio comercial, embora a consultora Juliana, tenha sido um amor, e veja só, Brasileira. Mas, antes que você pule para a descrição do outro, segue algumas descobertas nesse. Eu o conheci procurando pela Berta – carro chefe do atelier. Você pode até nunca ter ouvido falar, mas com certeza já curtiu algum vestido dela no Instagram. As fotos dessa marca Australiana são lindíssimas, e os modelos bem criativos e ousados, mas uma pena que os tecidos e acabamento não acompanhem o design. Tecidos duros, acabamento enjambrado. E, se tem uma coisa que vestido de noiva tem que ser pra mim, é bem feito. Ainda assim custam o preço de marcas consagradas ou ainda mais caro, mas sabe aquele tecido que não se movimenta com você, não flui, que provavelmente o noivo vai se arrepiar ao primeiro toque, e não de uma forma boa?!

De qualquer forma, há Berta em outros Ateliers, como a Saks, só que em menor quantidade.

+1 212-671-1051

www.lfay.com

juliana.d@lfay.com

215 E 58th Street 6th Floor, New York

BERGDORF (2* Atelier)

Reza a lenda que o salão de Noivas da Bergdorf é disputadíssimo, e que as consultoras tem aquele ar julgador que faz a noiva desejar estar 5 kilos mais magra. Fofocas e fama a parte, não conseguimos contato do Brasil, nem pelo email, nem pelo telefone, mas saindo do L’Fay resolvemos dar uma passadinha, para quem sabe agendar um encaixe durante a nossa estadia. E, surpresa, quando chegamos conseguimos ser atendidas. O salão, quando fomos (Setembro  do ano passado), estava sendo reformado, e essa parte de noivas  estava em outra área, meio emendada , talvez por isso tão difícil o contato. A June, uma senhora amável me mostrou os vestidos e foi super solícita, mas a curadoria da Bergdorf me pareceu mais para um salão de festa imponente, enquanto eu precisava de algo mais leve para um casamento na praia.

+1 212-872-8957

june_khan@bergdorfgoodmanstore.com

754 Fifth Avenue, New York

BHLDN

O BHLDN é, digamos assim, o salão de noivas da Anthropologie. De fato ele fica dentro de uma das lojas, em uma área menos turística, e embora eu adore a parte de casa, as roupas nunca achei o forte da marca, mas pela internet os vestidos de noiva tinham um estilo Boho e pareciam interessantes. A verdade é que apenas pareciam, são vestidos made in China, mal feitos, sem acabamento e em tecidos suspeitos. Acredito que tenham um público, já que os preços são de acordo com o que oferecem.

1230 3rd Ave, New York

SPINA – Must See

Esse atelier é um amor, no bairro charmoso e cool de East Village, em uma casa igualmente adorável. Do tipo de Atelier tem que ir, a experiência começa logo na entrada, quando você é convidado a tirar os sapatos e a calçar pantufas, para não sujar o piso e com isso os vestidos, um cuidado encantador. Todos os vestidos ali parecem peças de arte com uma curadoria bem pensada, marcas européias em sua maioria. Eu descobri em função da grife Liz Martinez, marca Israelense, outro achado intagramico, mas esse sem decepções. Os vestidos dela são um encanto, em cada olhar. Foi nesse atelier que provei mais vestidos, e me apaixonei pelo primeiro deles.

Duas coisas que me fizeram desistir dele, a consultora, dona do Atelier, extremamente chata, aparentemente com ciúmes dos seus preciosos vestidos, informando a cada minuto quanto tempo me restava para provar os 5 vestidos que levei ao provador. Nos outros ateliers provava 3, nesse escolhi 5, não 10, mas para a boring proprietária pareciam 20, tamanho a preocupação com os segundos dela. O outro motivo: não era tão eu, embora lindo, sexy, extremamente feminino, não me senti na minha própria pele, nem tão noiva.

#Fica a Dica: nesse atelier é preciso passar o cartão para agendar a hora, se você não parecer eles te compram um valor, se não me engano algo em torno de 100 dólares.

+1 646-256-1389

www.spinanyc.com

132 10th Ave, New York

VERA WANG Must Go

Outro atelier obrigatório, mas por motivos diferentes, é o da Vera Wang. Só quando você veste um Wang que entende o que é ser uma noiva e logo o porque da fama de seus vestidos. Vera é “dramaqueen”, tem vestidos de vários estilos, mas é especialista em emocionar, com babados, armações, flores. É magia, talvez muito romântica pra mim, ainda que moderna, mas devo deixar explícito meu encantamento: são criações únicas  que nos seduzem e nos transportam pra outras possibilidades, além de nós mesmas. Fabulosa experiência.

E vestem feito uma luva, valorizam seios, cintura, mesmo que algum desses atributos não sejam o seu forte, disfarçam todo o resto e por mais pano e tamanho, eles não pesam. São pensados nos mínimos detalhes para noivas reais terem sua noite de princesa, sem suar feito uma plebéia. O atendimento também, digno de quem trabalha com encantamento do começo ao fim e com muito profissionalismo, uma pena eu não lembrar o nome da minha consultora!

+1 212-628-3400

www.verawang.com

991 Madison Ave, New York

(Na época em reforma, fui atendida em outro endereço,

no prédio da companhia, mas nem por isso enjambrado)

SAKS

Se você também acha a Saks um lojão divertido pela profusão de coisas, mas com uma curadoria muito menos bacana que a Bergdorf, por exemplo, pra não dizer um pouco cafona, peço que ainda assim continue a leitura. O salão de Noivas é super organizado, com vestidos nos mais variados estilos e um atendimento pra lá de profissional e ágil. Kristine, minha consultora foi um doce, simples, agilizada, rápida em resolver todas as questões necessárias e em sacar o meu estilo.

O meu Carolina Herrera veio das suas mãos, havia acabado de chegar, buscou na fonte, ainda escondido nos bastidores, por achar que ele, era o que eu estava procurando. E de fato, me encantei com as costas, com a  elegância simples e leve, com o acabamento e tecido dignos de um Herrera. Confesso que nunca me imaginei casando de tomara-que-caia, mas no momento em que provava  um modelo de alça, me sentia menos noiva, e se a frente do meu eleito não era o ponto alto, as costas….  não saiam da minha cabeça. Ainda assim,  havia mais um atelier para visitar.

+1 212 940 2269

www.saks.com

kristine_zolonka@s5a.com

611 Fifth Avenue, New York

MARK INGRAM

Esse atelier é tão famoso quanto o da Bergdorf ou da Saks, e comercializa muitas grifes que você também encontra nas outras duas. Lá também encontrei o meu Carolina Herrera, mas fui até ele para provar um Inbal Dror, outro Israelense fantástico, que também me apaixonei! Os vestidos são de um preciosismo, ainda que sexy, tem um ar jovial, tecido e acabamento impecáveis. Minha consultora Marah um amor, e o próprio Mark extremamente gentil.

+1 212 319 6774

www.markingramatelier.com

mmelillo@miatelier.com

Park 55 Building 110 E 55th Street, New York

Say Yes to The Dress

E O SIM VAI PARA

No fim da saga, eu tinha o vestido preferido da minha mãe, o Vera Wang (claro, mamis é câncer e como não amar um look dramático), rapidamente eliminado, a menos que meu casamento fosse na Igreja, não conseguia imaginá-lo em outro local, muito menos frente mar. Um Inda Dror precioso, estilo Princess-Boho, mas quem eu queria enganar, embora eu tenha um carinho especial pelo Boho, pra mim, noiva e elegância deveriam ser sinônimos e o Carolina Herrera sussurrava esse adjetivo. Claro que perguntei para toda a família, minha e do noivo, mas foi tudo tão mais confuso, cada um escolhendo um, que segui a minha própria teimosia, e ufa! não me arrependo.

Embora tivesse o mesmo vestido em ambos os dois últimos salões, optei pela Saks, assim no meu retorno para ajustes ele estaria em um endereço mais pratico. A agilizada Kristine também me prometeu que conseguiria fazer os ajustes em 4 dias, sendo que na Mark Ingram me pediram pelo menos 5. Devo dizer que não me arrependi, não sei como seria no outro atelier, mas a Saks foi perfeita.

ENTREGA e AJUSTES

Eu me casaria em Março, mas falei que o casamento seria em Dezembro – sabe aquele medo das promessas não cumpridas aqui no Brasil… Algo extremamente desnecessário já que o vestido chegou pontualmente um dia antes do previsto. Fui fazer os ajustes um mês antecedendo ao casamento, início de Fevereiro, e precisou de duas provas, uma para ajuste da barra e quadril no primeiro dia e uma no dia seguinte para ver se estava perfeito, e estava! O vestido pra mim estava ainda mais bonito do que eu me lembrava, e todos os novos que vi pendurado, nenhum fazia com que eu duvidasse da minha escolha. Um dia antes de embarcar, levei minha mala de mão e a costureira que o ajustou, embalou ele pra mim de tal forma, que quando tirei da mala no Brasil, nem passar parecia preciso.

#Fica A dica: Se você também optar por ir a NY em busca do seu perfect dress, não deixe de aproveitar e passar na Agent Provocateur, qual outra oportunidade tão nobre (ou desculpa) você terá para provar e morrer de amores por lingeries tão preciosas?!

COMPLEMENTOS e

Acessórios da Noiva

Quando você acha que resolveu o vestido e pronto, tudo resolvido, se dá conta que uma noiva precisa sempre pensar nos mínimos detalhes, e isso inclui o véu, topo da cabeça,  jóias e o sapato, com sorte não precisamos pensar na bolsa. Santo Buquê !

Desde o noivado tudo que sabia do meu look é que usaria a tiara que a minha mãe usou no casamento dela, a 36 anos atrás, e minha irmã repetiu o feito a 12, e cada uma usou de um jeito diferente. A tiara foi encomendada pela mãe com inspiração no primeiro filme Gatsby, Ale mandou restaurar, e eu fiz o mesmo.

A minha restauradora foi a Carol Bassi, um amor, no atelier dela tem peças incríveis, que ela vende e também aluga.

(Quanto ao véu, sempre achei que usaria,

mas como escolhi um vestido que eu realmente amava as costas, optei por não usar.)

Carol Bassi Atelier 11 97679 0055

O sapato foi o mais difícil.  Eu procurava algo bem específico, com salto bem alto e grosso em função do deck e conforto, mas ainda assim bacana, chique, que pudesse aparecer, caso acontecesse. Estive em dois lugares em SP, o da Aline Almeida Prado, mas achei os sapatos muito baixos e rebuscados, um estilo bem definido, que não era muito o meu. O outro foi o do Killa, um clássico se falando em sapatos de casamento. Ale casou com um dele, na época em que o senhorzinho fazia os calçados sob as  medidas das noivas e com o tecido do vestido. Hoje há sapatos prontos em tons variados de branco para combinar com todo o tipo de vestido. Mas a verdade é que não é um sapato que você use duas vezes, ou seja, depois do casamento, mas o preço é de sapato eterno, rs.

Aline Almeida Prado – 11 94942 6000

Alameda Ministro Rocha Azevedo, 846. Jardim Paulista

Assim sendo optei por comprar um pronto, e procurei.. lojas brasileiras, sites internacionais.. devo ter passado uns 3 meses de olho. Até que vi um da Fendi, ainda para pré-venda, que chegaria em NY por volta da mesma época que eu para os ajustes. Embora eu precisasse estar com ele nas mãos para a primeira prova. Acreditei na minha pronoia – que o universo conspira a favor do amor,  e de fato, encontrei o sapato recém chegado a Fendi bem no dia que eu precisava.

Quanto às jóias sabia que usaria um brinco de família e ele quase me bastava, além do anel de topázio azul que ganhei das minhas madrinhas, mas no dia, Mariana Pelegrini, uma delas e também designer de jóias, apareceu com uma choker de diamante que era o que faltava. Vai dizer que você não acreditava em fada madrinha?

Aqui meu agradecimento a todas as mulheres que como fadas madrinhas me enfeitaram, e viveram comigo todas essas etapas, de maneira generosa e altruísta.. Amigas, madrinhas, big sister, cunha, sogra e especialmente mamis, que não só foi a maior parceira como foi pura diversão, em duas viagens pra nunca mais esquecer. 

Você Pode Gostar

6 Commentários

  • Responder
    Suelen Johann
    23/08/2018 em 16:33

    Uau que post maravilhoso! Com certeza vai ajudar muitas noivas como eu! O seu bom gosto é inigualável, então fecho os olhos e confio em tudo. Vendo as fotos dos outros vestidos também tive a certeza, a sua escolha foi perfeita! ❤️ Agora cruzo os dedos e vou em busca da minha missão do vestido, que medo… mas tenho certeza que vai ser uma delicia! bju bju minha eterna #noivadasu

    • Responder
      vicky
      24/08/2018 em 10:09

      Su querida, espero ter ajudado mesmo e fico na torcida para encontrares o teu, já sigo ansiosa aqui, vai ser uma noiva fabulosa, ainda mais naqueles cenários. Boa Sorte!! V.

  • Responder
    Ana
    23/08/2018 em 19:19

    Amei a matéria, espetacular… Só fiquei super curiosa para saber em média quanto estava o preço dos vestidos de noiva da Carolina Herrera.
    Como casei há mais de uma década nem faço ideia dos preços atuais.
    Muito obrigada

    • Responder
      vicky
      24/08/2018 em 10:07

      Os vestidos da maioria dessas grifes como Vera e Herrera partem de mais ou menos 4mil dólares, varia muito de acordo com o tecido, quantidade, bordado.. aí o céu parece ser o limite. Bjs, V.

  • Responder
    Cristiane
    29/08/2018 em 14:18

    Oi Vicky!!
    Adorei a matéria e parece que estava vivendo com vc a busca pelo vestido perfeito hahahahah
    Vc ficou maravilhosa e o seu vestido lindo de mais;))

  • Responder
    Cristiane
    29/08/2018 em 14:20

    Oi Vicky!
    Amei o post, parecia que estava vivendo com vc a saga pelo vestido perfeito hahahahha
    Amei sua escolha, realmente liiiiiido !
    bj grande ;))

  • Deixe uma mensagem

    This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.