CULT SESSIONS Leitura

NA CABECEIRA Livro MULHERES EM EBULIÇÃO Dra. Julie Holland

IMG_0497
Se eu tivesse que indicar um livro que todas as mulheres deveriam ler atualmente, e quem sabe alguns homens, seria o da doutora norte americana Julie Holland, Mulheres em Ebulição.Indiquei para minhas amigas mais íntimas só de iniciar a introdução, mas agora, chegando às páginas finais, indico urgentemente, antes mesmo de  terminar: é quase um manifesto à natureza feminina tão deturpada e desvalorizada, tantas vezes por nós mesmas, que tentamos arduamente nos igualar ao sexo oposto.
Não, não pense que há algum viés machista ou que se trate de um auto-ajuda simplista. Dra.Julie é uma psiquiatra com 20 anos de experiência clinica, especializada em psicofarmacologia, do tipo que queremos como amiga, pela mente não pelas receitas.
Devo dizer que venho de uma educação onde remédios são respeitados e administrados quando necessários, e a tristeza,assim como a alegria, fazem parte da vida e do aprendizado. Não me refiro aqui a casos severos de depressão ou outros problemas psicológicos, que devem ser pesquisados a fundo e tratados.
Mas acredito que devemos encontrar as causas e não apenas camuflar sintomas. Por isso a algum tempo me assusto com a quantidade de amigos que tomam remédios pra dormir, acordar, levantar…  e sim, às vezes me sinto uma estranha no ninho. Até ler as páginas informativas, divertidas e provocantes de Mulheres em Ebulição.

SEM MÁSCARAS

Julie comenta que no começo da sua profissão, as mulheres chegavam em seu consultório relatando falta de sono, por exemplo, e queriam entender o porque.
Hoje, ela diz que as pacientes chegam com falta de sono e mais indicações de remédios a serem administrados, na esperança que Julie escolha a melhor opção. Mas em determinadas situações, sintomas assim, apesar de incômodos, podem ser uma chamada para a ação. Segundo a doutora, “A tristeza pode nos ajudar a fazer avaliações realistas de nossa vida.É preciso entrar em sintonia com o desconforto, e não rejeitá-lo.” Ou usar disfarces sintéticos que no fim impedem o fortalecimento da nossa imunidade emocional.

A QUÍMICA FEMININA

IMG_0504
Mas esse é só um ponto, o livro aborda a química feminina em todas as idades e fases, explicando como e porque as coisas são do jeito que são. Já parou pra pensar que a ansiedade que a maioria das mulheres reclama é da sua própria natureza?! Geramos vidas e cuidamos delas, precisamos dessa habilidade.

Se ainda não te convenci, que tal essa:
“Nossa vida está fora de sincronia com a natureza. Quanto mais nos afastarmos do que é natural, mais doentes vamos ficar.” Piores mães seremos, mulheres e pessoas.

Você Pode Gostar

Não há comentários

Deixe uma mensagem

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.