MODA AGORA

DIARIO DE UM INSANA COMPRADORA DE MODA – PROCURA-SE GLAMOUR

fashion buyer

Quantos fashion show-rooms nacionais nos vendem power looks em um cenário realmente glamuroso e compatível com sua imagem? Talvez 3 ou 4, no máximo. O que pensar quando descobrimos, pelo detector instagramico, um tratamento bem diferente para a imprensa do que para os clientes, como no showroom de Inverno da Daslu? Para nós, fashion buyers, o basico café/agua/sanduiche, enquanto para a equipe da Vogue, uma mesa com delicinhas personalizadas, mais modernas e leves. Num mundo que vive na luta por centímetros a menos, pão não combina. Num meio que persegue encantar o olhar, todos os sentidos precisam ser surpreendidos. O mise-en-scene deve englobar tudo e não contradizer o tão caro conceito da marca.

Nos áureos tempos das grandes grifes dos anos 90, não havia (e nem há atualmente) um showroom como o da Forum, orquestrado com pulso, atitude e estilo por Tufi Duek. Todo o ritual de serviço e buffet comprovavam que ao pisar ali, você tinha chego no ápice da moda brasileira. Prosecco, depois vinho, talheres de prata, garçons de luvas brancas, um banquete assinado. Apresentando a coleção, promissoras modelos que se tornariam estrelas e sabiam o que estavam fazendo ali, como Ana Beatriz Barros e Isabela Fiorentino, que desde cedo tinham o talento de dar vida e personalidade a uma roupa. Hoje, incrédulos leitores, tem lugares que se a modelo prova, desistimos de comprar, tamanha a falta de adequação. Sem falar na equivocada edição. E as campanhas da Forum?  Fizeram história, assim como alguns desfiles ficaram para sempre na memória afetiva dessa fashionista saudosista. Foi nítido que as mudanças internas – e perda do glamour – acompanharam a queda da Forum como objeto de desejo. A qualidade da roupa e da criatividade em antever vontades e tendências caíram na mesma proporção que o atendimento para os compradores decaia. Conceito é algo extremamente difícil de atingir, mais ainda mais árduo de manter.

Ah, todos querem um alto conceito, esse abstrato termo tão distorcido e usado em vão… Ficou mais fácil, rápido e superficial chupar na imagem da jovem blogueira de milhares de seguidores que sabe posar. Não faz diferença ter um estilo definido – e quem tem com 20 anos? – apenas ficar bem na foto. A maioria não entende nada de tecido e acabamento, mas ganha (e muito) para ser curtida dizendo que isso ou aquilo é bacana. Como diria minha vó, vai de alhos pra bugalhos. Coloca o cool e o tosco, o bom e o mau-gosto como farinha do mesmo saco.

Com o passar dos anos, fica cada vez mais evidente que um dos grandes perigos da moda é gostar de tudo. O bonitinho e o ordinário tem uma relação muito próxima, pronta para adulterar forma e conteúdo. Pode até funcionar em quem não atingiu a maioridade, mas, depois disso, somente um apurado senso estético e um dom magico para o garimpo conseguem dar um upgrade em peças suspeitas. Cuidado! A fogueira das vaidades pode iludir e arder, quando o over-cafona travestido de “premium” quiserem  te vender. E como tentam isso atualmente, gente!!!

Mas se você encontrar forma&conteúdo, algo que faça seu coração disparar, que envolva os sentidos de verdade, se agarre: é um artigo de luxo, cada vez mais raro. Como também são raras as pessoas e empresas comprometidas com uma genuína paixão pela moda, que seguem fieis ao seu estilo, princípios e conceito.

Você Pode Gostar

3 Commentários

  • Responder
    Raphael
    07/11/2013 em 22:13

    Concordo com tudo, mas não se esqueçam que são outras épocas!
    Precisavamos fofocar mais de perto! Bj

  • Responder
    Indira
    08/11/2013 em 11:05

    Falou td, hoje em dia tem sido raro algo me surpreender na moda, a Forum então, no comments, poucos tem feito algo que nos encha os olhos, como Lilly Sarti, algo que nos dê vontade de comprar… Não sei se é a idade, mas estou cada vez mais “seletiva” qto ao que comprar, nem tudo me surpreende tanto qto antes…

  • Responder
    malu
    21/08/2014 em 0:14

    Irei dar uma palestra em uma Universidade de Moda que trata exatamente desta falta de seleção do que é realmente bom aliada a ausência de estilo tão inerente à maioria das blogueiras brasileiras! Parabéns meninas! Este é um dos poucos blogs que gosto de ler e que merece meus minutos de leitura! Gostaria que vcs colocassem um about mostrando quem é Vick e quem é Ale e contando um pouquinho da história de vcs! bis da leitora

  • Deixe uma mensagem

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.